A RAINHA VERMELHA – VICTORIA AVEYARD (Resenha)

Sou diferente. Diferente de todos.

-E o que isso quer dizer?

-Não tenho certeza. Você é algo completamente novo. Nem vermelho, nem prateado. Algo novo. Algo mais.

-Algo diferente.

Clique aqui para ler agora a sinopse de A Rainha Vermelha.

 A Rainha 2A Rainha Vermelha é o romance de estreia da belíssima autora Victoria Aveyard (Alguém me diz o segredo para se lançar o primeiro livro no topo da lista do New York Times!!!!!), e será uma trilogia que já está causando o maior alvoroço desde antes de sua publicação.

Lendo este livro foi IMPOSSÍVEL não me lembrar constantemente da Série A Seleção, de Kiera Cass, e as vezes até mesmo Jogos Vorazes ou Divergente.

Trata-se de uma distopia em que o mundo é dividido entre os que possuem sangue prateado (realeza que tem o que podemos chamar de superpoderes…. literalmente), e os que possuem o sangue vermelho (plebe, empregados, humilhados, desprezados, e por aí vai).

A protagonista da história é a Mare Barrow, uma adolescente de sangue vermelho que não tem um emprego e está destinada a ser enviada para a guerra em menos de um ano, quando completará 18 anos. Mare para ajudar a sustentar sua família de três irmãos que estão na guerra há anos, uma irmã mais nova que é o orgulho da família, um pai veterano de guerra que não pode mais andar e uma mãe que eu descreveria como…. um pouquinho amarga, dada as circunstâncias da vida, passa os dias cometendo pequenos furtos com seu amigo Kilorn, que é tão pobre quanto.

Um belo dia (talvez não tão belo…. depende do ponto de vista rsrs), Mare é chamada para trabalhar no palácio como uma espécie de empregada doméstica e presencia a Prova Real, um ritual em que as moças de importantes famílias prateadas tentam conquistar o coração do príncipe herdeiro demostrando seus poderes. E é justamente aí, na frente da realeza, na frente das pessoas que jamais poderiam ver, que Mare, após um acidente, descobre e demonstra poderes que ela nem mesmo sabia que possuía! Mas ela tem sangue VERMELHO, como isso é possível???

“Você não é prateada. Seus pais são vermelhos, você é vermelha, seu sangue é vermelho.”

Em situações “normais” o rei apenas daria um fim a Mare, porém quando o ocorrido foi às vistas de todo mundo a conversa fica diferente. Para tentar acobertar o espetáculo que a mocinha deu, uma mentira é inventada, dizem que ela era a filha perdida de um respeitável general morto de uma grande Casa e nossa querida protagonista mergulha fundo numa mentira para salvar a si mesma e aos que ela ama.

É difícil falar sobre A rainha Vermelha e não soltar algum spoiler, gente!!! rsrs

O que eu posso dizer é que o livro é cheio de surpresas e reviravoltas, Mare se envolve em assuntos para lá de perigosos que arrancariam sua cabeça do pescoço antes mesmo que ela percebesse, caso alguém descubra e ficamos durante as 419 paginas com o coração na mão, desconfiando de tudo e de todo mundo!!!

“Todo mundo pode trair todo mundo.”

Durante a leitura nós conhecemos o príncipe herdeiro Cal e seu meio irmão caçula Maven, que são tão diferentes quanto água e óleo podem ser e que despertam sentimentos confusos e perigosos em Mare.

Um diferencial que eu aprovei muuuuuuuito mesmo foi a personalidade da protagonista. Ela está longe de ser uma garotinha sensível e indefesa como estamos acostumados a ver por aí. Mare sabe exatamente o que quer, sabe que é uma marionete nas mãos do rei e da rainha e que caso não dance conforme a musica, será uma questão de tempo até que inventem mais uma mentira e acabem com sua vida. Ela luta em todos os momentos, se arrisca fazendo o que acha certo e é fiel a seus propósitos do começo ao fim!!!

Por mais que exista um toquezinho (bem “inho”) de romance, ele não é o foco do livro, até por que Mare tenta manter-se ao máximo longe de sentimentos muito profundos. Nossa atenção fica voltada para a ação que envolve a trama e as reviravoltas que nos surpreendem a todo o momento.

O final….. OMG. Isso é tudo que posso dizer sobre ele rsrsrs. Está entre os melhores finais de livro que eu já li!!! Estou me controlando muito para não arrancar meus cabelos enquanto espero a continuação.

Título: A Rainha Vermelha

Título Original: Red Queen

Autora: Victoria Aveyard

Editora: Seguinte

Páginas: 419

Ano de Publicação: 2015

Gênero: Aventura /YA – Jovem Adulto / Fantasia / Distopia

Avaliação: 5 ESTRELAS

Não deixe de conferir também nosso vídeo falando sobre esse livro e se gostar curta e se inscreva em nosso canal!

Kiss Kiss

Anúncios

7 comentários sobre “A RAINHA VERMELHA – VICTORIA AVEYARD (Resenha)

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s