Príncipe Caspian [As Crônicas de Nárnia #4] – C.S.Lewis (Resenha)

Porque o encanto de Nárnia não pode acabar…

Príncipe Caspian é a quarta história em ordem cronológica nas Crônicas de Nárnia, por isso essa resenha pode conter eventuais spoilers das crônicas anteriores.

Leia agora as resenhas das histórias anteriores das Crônicas de Nárnia, clicando aqui!

PhotoGrid_1465199359796

Clique aqui para ler agora a sinopse de Príncipe Caspian

A quarta crônica de Nárnia tem início um ano após os acontecimentos descritos em O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa, depois que as crianças Pevensie voltam à vida normal na Inglaterra.

Temos que ter em mente, no entanto, que o tempo não corre da mesma maneira nos dois mundos. Exemplo disso é o final da primeira aventura de Pedro, Suzana, Edmundo e Lúcia, quando após viverem por anos e anos como reis e rainhas de Nárnia voltaram para o nosso mundo como se nunca tivessem saído dele, sem que praticamente tempo nenhum tivesse corrido durante sua ausência, ou seja: ao longo desse ano, com certeza muuuiiitttaaa água rolou do lado de lá do guarda-roupa.

Após os quatro irmãos serem levados magicamente de uma estação de trem de Londres diretamente para as Terras de Aslan outra vez, nós descobrimos que todo o encanto e alegria que conhecemos nas crônicas anteriores desapareceram. Agora, embora seja um mundo diferente do nosso, os dois nunca se pareceram tanto: já não existem animais falantes, nem seres mitológicos e muito menos magia. Todas as terras de Nárnia são dominadas pelos telmarianos (humanos) que implementam leis severas e impostos pesados e a existência de Aslan, O Leão criador daquele mundo não passa de mera lenda aos olhos dos atuais habitantes.

“Não seria medonho se um dia, no nosso mundo, os homens se transformassem por dentro em animais ferozes, como os daqui, e continuassem por fora parecendo homens, e a gente assim nunca soubesse distinguir uns dos outros?” p349

Se levarmos em consideração as profundas referências e alusões à bíblia a que o autor lança mão constantemente ao longo de todas as crônicas, podemos traçar um paralelo com o quanto o ser humano se distanciou do propósito de sua criação. Deus criou o homem para ser feliz em obediência ao seu lado, mas com o tempo ele se emancipou e se afastou tanto a ponto de se esquecer daquele que o criou.

PhotoGrid_1465199412727Sozinhos e tentando descobrir onde estão e porque foram parar ali, os quatro descobrem estar nas ruínas de seu antigo castelo em Cair Paravel e terem sido invocados por Caspian, o jovem príncipe e herdeiro legitimo do trono de Nárnia. O garoto vê não só sua coroa como também sua vida correndo sério risco quando seu tio que no passado, sem ninguém que pudesse defender os interesses do menino, usurpou o trono e foi coroado rei, agora planeja matá-lo para garantir que seu filho que acaba de nascer o suceda no futuro sem transtornos.

Contando só com os conselhos de seu preceptor e com a trompa que havia sido de Suzana no passado (aquela que ela havia ganhado de presente e que, quando tocada, em um momento de dificuldade sempre traz alguma ajuda), Caspian foge sozinho para tentar salvar sua pele e acaba por encontrar um pequeno grupo de resistência de “Antigos Narnianos”, uns poucos anões e animais falantes que vivem na floresta escondidos do cruel rei que é uma ameaça aos sobreviventes daquele povo.

Depois de muitos contratempos, o príncipe toca a trompa e é aí que os antigos soberanos de Nárnia são trazidos para serem o socorro que ele precisa e mais uma vez com a dignidade de reis e rainhas restaurada, “O Grande Rei Pedro” e seus irmãos precisam lutar para restabelecer a paz no país que antes fora tão maravilhoso.

É muito bonito notar o amadurecimento dos quatro em relação ao início de sua história em O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa, principalmente Edmundo que se mostra tão corajoso e auxilia muito seu irmão sem nenhuma pontinha de inveja por sua posição elevada na hierarquia do reinado. Durante toda a história, é possível ver também o quanto ele se esforça para compensar a atitude que teve com sua irmã caçula na primeira crônica deles. Agora, por mais que as coisas que Lucia fala pareçam sem sentido, ele sempre prefere lhe dar o benefício da dúvida, ao contrário de Pedro e Suzana, que evidentemente estão crescendo e sua proximidade com a vida adulta os torna irritantemente céticos.

PhotoGrid_1465199481553Outra coisa muito legal é a quantidade de novos personagens de diversas linhagens diferentes que aparecem nessa crônica. Desde gigantes, anões e vários seres inspirados na mitologia greco-romana, como Baco, Sileno, Áries, centauros e dríades, até os animais falantes que são os mais simpáticos e divertidos. Eu mesma torci do começo ao fim para que encontrassem uma missão honrosa para o valente ratinho Ripchip e seu pequeno exército.

Mas devo admitir que senti muita falta dos castores, do Sr. Tumnus e cia… Claro que depois de tantos anos passados, não teria como esperar encontrá-los nessa história…

Com muitas aventuras e duras batalhas que exigem que as crianças mais uma vez provem seu valor, essa crônica em vários momentos me fez lembrar do início da saga dos irmãos no país de Nárnia e mais do que as crônicas anteriores, o final dessa me deixou com um apertinho no coração.

Uma história emocionante e delicada, com aquela leveza que só nosso querido C.S.Lewis consegue escrever, minha opinião de ser esse livro uma ótima opção de leitura para todas as idades permanece inalterada. Príncipe Caspian fala de fé  e nos faz pensar sobre a importância de se manter o olhar simples e puro de uma criança diante da vida.

“-Bem – disse Pedro – foi uma esplêndida aventura!” p396

Clique aqui e leia agora um trecho de Príncipe Caspian

AS CRÔNICAS DE NÁRNIA

Clique aqui para conhecer um pouco mais sobre o autor C.S.Lewis em nosso quadro Personalidades





Título: Príncipe Caspian

Título Original: Prince Caspian

Páginas: 108

» NO VOLUME ÚNICO:

Título: As Crônicas de Nárnia

Título Original: The Complete Chronicles Of Nárnia

Autor: C. S. Lewis

Editora: WMF Martins Fontes

Páginas: 751

Ano de Publicação: 2009

Gênero: Fantasia/Aventura/Infanto-Juvenil

Avaliação: 5 ESTRELAS

Para você, sempre…

Boas Leituras!

♥♥♥ xoxo S2 S2 S2 ♥♥♥

Keity Barros

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s