DOUTRINADOS – TRISHA LEAVER E LINDSAY CURRIE (RESENHA)

“Isso quer dizer que tem alguém aqui. Que alguém provavelmente sabe que nós estamos aqui. Que alguém ascendeu aquelas luzes mesmo já estando de manhã,  só para que a gente soubesse que eles estão aqui. P.57”

img-20160913-wa0003

Doutrinados, é um suspense/terror com um enredo pesado e perigoso que fez eu me apaixonar por sua sinopse assustadoramente boa!

Tudo começa de forma perfeita, Dee, seu namorado Luke e seu cunhado Mike, estão fazendo uma pequena viajem para uma cidade razoavelmente perto como forma de comemorar seu aniversário de namoro. Nossa mocinha pensou em tudo para ser uma surpresa agradável e um final de semana inesquecível. Fez reservas no hotel, comprou ingressos para o show da banda favorita de Luk, inventou desculpas para os pais permitirem a viajem… Só se esqueceu de colocar gasolina suficiente no carro.

E aí o sonho que eles estavam vivendo se torna o pior pesadelo de suas vidas!

img-20160913-wa0008
Com o carro parado na estrada deserta e sem uma gota de gasolina, os três são obrigados a enfrentar o frio cortante e a perigosa nevasca para caminharem até a cidade mais próxima e buscarem ajuda.

Quando chegam na cidadezinha, que mais parece um bairro, os três percebem que não há uma alma viva sequer. Todas as casas estão vazias como se tivessem acabado de serem evacuadas as pressas, as ruas estão desertas e não existe absolutamente nada que os faça pensar que estão em uma cidade normal.

“Com meu mundo ruindo à minha volta, honestamente não me importava se eu caísse. Nem me importava se eu morresse .Na verdade, a morte seria bem vinda naquele momento. P.175”

Porém, como tudo que está ruim pode e vai piorar, em determinado momento os três começam a passar por todo tipo de tortura e terror psicológico!

Se você já assistiu filmes como A Casa de Cera ou O Massacre da Serra Elétrica já deve ter conseguido experimentar aquele mesmo sentimento de filme de terror. Três jovens felizes, viajando e aproveitando a vida até que tudo dá errado.

A história tinha tudo para dar muito certo, mas em minha opinião não deu tão certo assim…

img-20160913-wa0006

Estou acostumada, e amo, ler livros em que a protagonista é uma garota durona e cheia de marra que não depende de ninguém, que chega, faz e acontece. Garotas que salvam não só suas próprias vidas, como muitas outras, como exemplo disso temos Katniss de Jogos Vorazes, Junnie de Legend, América de A Seleção e a lista é longa, claro, porque GirlPower, baby!!!

Mas em Doutrinados a protagonista deixou a desejar e muito! Dee é uma mocinha que se faz de durona, diz ter um passado horrível de sofrimentos e traumas e ter aprendido a cair e a se levantar com a vida, no entanto ficou o livro todo sendo feita de boba e esperando o namorado ir salvá-la.

“[…] se a sobrevivência de todos nós dependesse somente de mim; então seria meu fim. O nosso fim. P.168”

Praticamente não tomou atitude nenhuma durante o livro e deixou que decidissem tudo por ela, e quando resolvia fazer alguma coisa era algo tão pobre que eu só conseguia pensar “Ah mano, era melhor não ter feito nada”.

Inúmeras vezes Dee “se cansou” e tentou bancar a rebelde fazendo aquela cena de “cansei de ser sua prisioneira! Não faço mais suas vontades”, para no segundo seguinte voltar a ser submissa e cumprir as ordens de seu torturador na esperança de, quem sabe em algum momento por milagre, encontrar uma oportunidade melhor de fuga.

Essa repetição frequente tornou a leitura cansativa e fez a história cair em descrédito. Em uma mesma página, Dee se revoltava, abaixava a bola, enfrentava o monstro e desistia novamente voltando a ser submissa. Fazia tempo que um protagonista não me dava tamanha decepção.

img-20160913-wa0003

Além do já mencionado acima, Dee possui um senso moral completamente desconexo. Está disposta a arriscar sua vida, e a vida de seus amigos, para TENTAR salvar desconhecidos que fizeram de sua vida um pesadelo. Me chamem de egoísta, mas se estou presa em um lugar com meu namorado e meu cunhado, beijos e abraços aos demais moradores da cidade que também querem escapar. Minha prioridade será salvar a mim e aos que eu amo. Nunquinha arriscaria a vida deles pela vida de desconhecidos!

“Seus lamentos guturais rebatiam nas paredes frias e atravessavam minha alma. Não era para ser daquele jeito. P.173”

De forma geral o livro foi bastante decepcionante e não me cativou em momento algum. Achei a escrita bastante amadora e pouco natural. As falas e pensamentos dos personagens não convenceram, não pareceu fluir. De alguma forma não me senti conectada com nenhum deles.

Se você já leu, me diga sua opinião nos comentários e se ainda não leu me fale aí o que te chamou atenção nele!

img-20160913-wa0005

⊕⊕⊕

Título: Doutrinados

Título Original: Creed

Autor: Trisha Leaver e Lindsay Currie

Editora: Gutenberg

Páginas: 208

Ano de Publicação: 2016

Gênero: Ficção / Suspense / Terror

Avaliação: 1 ESTRELA1 ESTRELA

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s