LEIA AGORA UM TRECHO DE MEDO, PRIMEIRA DAS TRÊS NOVELAS FEMININAS – STEFAN ZWEIG

Capítulo 1

Clique aqui para ler agora a sinopse de Três Novelas Femininas

downloadAO DESCER AS ESCADAS do apartamento de seu amante, Irene foi tomada novamente por aquele medo insensato. Tudo escureceu de súbito, girando e zumbindo diante de seus olhos, os joelhos congelados em terrível rigidez, e ela precisou agarrar-se rapidamente ao corrimão, para não cair de cabeça.

Não era a primeira vez que ousava a perigosa visita, esse calafrio repentino não lhe era absolutamente estranho; esses ataques de medo sem fundamento, de um medo absurdo e ridículo sempre a acometiam toda vez que voltava para casa, apesar de toda sua resistência interna. O caminho para o rendezvous era muito mais fácil. Ela mandava o carro parar na esquina, corria depressa e sem olhar para os lados os poucos passos que faltavam até o portão da casa e então subia depressa os degraus, sabendo que ele já estava à espera atrás da porta, aberta rapidamente, e esse primeiro medo, em que ardia também impaciência, derretia-se no calor de um abraço. Mas depois, quando ela queria voltar para casa, subia-lhe, tremendo, esse outro pavor misterioso, agora misturado de forma confusa com uma torrente de culpa e uma tola loucura de que cada olhar na rua pudesse ler nela de onde estava vindo e respondesse à sua perturbação com um sorriso atrevido. Os últimos minutos ainda ao seu lado estavam já envenenados com a inquietação crescente desse pressentimento. Ao querer sair, suas mãos tremiam de nervosismo e pressa, as palavras dele eram entendidas de modo difuso, e ela resistia às demoras de sua paixão. Em frente: tudo nela queria somente seguir adiante, sair daquela morada, daquela casa, da aventura, e ir de volta para o seu mundo calmo e burguês.Ela mal se atrevia a olhar o espelho, com pavor da desconfiança no próprio olhar, mas era preciso conferir se nada em sua roupa revelaria, pela desordem e desalinho, a paixão daquelas horas. Vinham então aquelas últimas palavras, inutilmente alentadoras, que mal ouvia de tanta excitação, e aqueles tensos segundos de escuta detrás da porta que os abrigava, se ninguém estaria subindo ou descendo a escada. Lá fora, no entanto, já estava o medo, impaciente para pegá-la, freando-lhe tão imperiosamente os batimentos que ela sempre descia os poucos degraus sem ar, até sentir falhar-lhe a força que conseguira reunir nervosamente.

Manteve-se de pé por um minuto, de olhos fechados, e inspirou com avidez o frescor do entardecer na escada. E então fechou-se uma porta no andar de cima. Assustada recompôs-se e se apressou, enquanto as mãos involuntariamente amarravam ainda mais firme o véu espesso. Ameaçava-a agora aquele último momento mais terrível, o horror de pisar a rua ao sair à porta da casa alheia e ser abordada por um conhecido qualquer que estivesse porventura passando, com uma pergunta angustiante, de onde estaria ela vindo, o que lhe faria entrar em terrível perturbação e no perigo de uma mentira: ela abaixou a cabeça, como um atleta em seu sprint final antes do salto, e em resolução abrupta precipitou-se em direção ao portão semiaberto.

Deu um encontrão numa mulher que aparentemente só queria entrar.

– Perdão – disse, constrangida, e esforçou-se para passar depressa por ela. Mas a mulher bloqueou a porta e encarou-a, irada e ao mesmo tempo com uma ironia indisfarçável.

– Ainda a pego em flagrante – gritou sem o menor acanhamento, com voz rude. – Claro, uma senhora decente, assim se diz! (…)

Clique aqui e leia agora a resenha de Medo

Título: Medo

Título Original: Angst

Páginas: 58

» NO VOLUME ÚNICO:

Título: Três Novelas Femininas

Autor: Stefan Zweig

Editora: Zahar

Páginas: 173

Ano de Publicação: 2014

Gênero: Suspense Psicológico / Drama / Novela Alemã

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s